segunda-feira, 3 de novembro de 2014

A mensagem de "Eles Vivem"


No filme de culto de John Carpenter "Eles Vivem" (1988), um homem chamado John Nada encontra na rua uns óculos de sol aparentemente comuns. Porém, quando os coloca, para seu espanto, passa a ver o exterior de uma forma completamente diferente: o mundo está a preto e branco, pessoas aparentemente normais são, na verdade, criaturas alienígenas disfarçadas de seres humanos, e mensagens/ordens subliminares que elas transmitem são espalhadas através da comunicação social e na cidade. O planeta Terra fora dominado por forças alienígenas e o cidadão comum nada suspeitava - a não ser que usasse os óculos especiais.
Ora, o tema deste filme de Carpenter mais não é do que uma metáfora social e política sobre o funcionamento das sociedades modernas que, na capa das democracias, revelam tiques de totalitarismo sobre os seus cidadãos. 

Enquanto que na Coreia do Norte essa sociedade opressiva e obediente à força é assumida pelo poder dominante, nas sociedades ocidentais esses mecanismos de domínio são encobertos, indirectos e subliminares. Quanto menos contestação aos ideais impostos pelas autoridades, melhor. Quanto menos pensamento independente face aos valores instituídos, melhor. Quanto mais as pessoas se distraírem na sociedade de consumo, melhor.

John Carpenter teve esse discernimento em 1988 para perceber o estado a que tinha chegado a sociedade moderna. Hoje, em 2014, no domínio absoluto da sociedade tecnológica e digital, esse discernimento é ainda mais premente.








Sem comentários: