terça-feira, 13 de outubro de 2015

Demasiado

Cada vez mais me convenço disto: 
- Há demasiada produção cinematográfica para cada vez menos amantes de cinema; 
- Há demasiada edição de livros para tão poucos leitores; 
- Há demasiado pouco tempo livre para conhecer tanta produção musical.

4 comentários:

Os homens não são todos iguais disse...

Bem verdade. Gostei do teu blog. Achas que os Homens são todos iguais?

oshomensnaosaotodosiguais.blogspot.pt

Francisco Tomé Costa disse...

conclusão: muito conteúdo, pouco consumo

Victor Afonso disse...

Ninguém é igual a ninguém. Há matrizes parecidas, semelhanças, mas cada homem é igual a si próprio, no âmago da sua personalidade.

Francisco: sim, há cada vez mais produção de conteúdos, mas cada vez é mais difícil acompanhar essa mesma produção. Por motivos de falta de tempo, mas também por ser cada vez mais difícil haver concentração nas coisas que realmente interessam no meio de tanto lixo.

Luis Eme disse...

É verdade.

Parece que tudo nos está a fugir das mãos, dos pés e dos olhos...