quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Woody Allen e "Ladrões de Bicicleta"

E por falar em Woody Allen: como se sabe, o seu último filme ("To Rome With Love") tem como cenário a cidade italiana de Roma. Daí que tenha sido desafiado pela imprensa italiana para escolher os seus filmes italianos preferidos. Um dos filmes italianos de que Woody Allen mais gosta (já o referiu várias vezes publicamente) é o magnífico "Ladrões de Bicicletas" (1948), obra-prima de Vittorio De Sica e um marco essencial do Neo-Realismo italiano.
Sobre esta película, Woody explicou os motivos pelos quais considera esta obra como absolutamente admirável. Os seus argumentos são tão simples, nobres e objectivos como o próprio filme em si:
"This, to me, was the supreme Italian film and one of the greatest films in the world. It was out when I was a teenager, in the same era as “Stromboli” and “Bitter Rice,” that wave at the time. When you see it, it seems so simple and effortless. I mean, what could be more simple? A guy has a bicycle which he needs for his livelihood, it gets stolen, and he goes to find it with his son. The boy’s relationship with his father was part anger, part desperate affection. It couldn’t help but make an impression on the most primitive level. You didn’t have to think about anything, you just watched the characters and their predicament. It’s flawless; every part of it works perfectly."

1 comentário:

Marcelo C,M disse...

Um dia por aqui, irei participar de um curso sobre o cinema Italiano e com certeza esse clássico será o foco da atividade.