quarta-feira, 12 de março de 2014

As lágrimas de Diego

Diego Frazão Torquato era um menino feliz. Cheio de vivacidade. Mas a sua vida não foi fácil. Nasceu em 1997 no Brasil e aos 4 anos teve meningite agravada por uma pneumonia. Sobreviveu. E cresceu no meio da pobreza e do crime... 
Apesar dos seus graves problemas de saúde, aprendeu a tocar violino. Era uma forma de escapar à miséria e de se sentir útil. Tinha paixão genuína pela música, chegando a ser a estrela da Orquestra de Cordas do projecto AfroReggae. A sua vida foi salva através da música clássica.
Diego do Violino, como se tornou conhecido, ficou ainda mais famoso porque tocou violino no funeral do seu professor de música no Rio de Janeiro (foi o seu professor, Evandro João da Silva, quem o ajudou a escapar da pobreza e da violência através da música). A imagem de Diego a chorar enquanto tocava correu meio mundo.
Mas o destino parecia traçado e a tragédia apoderou-se do menino Diego e nem a música o salvou: as complicações de saúde complicaram-se (contraiu leucemia), esteve internado durante uma semana e acabaria por falecer em 2010, com apenas 12 anos.

Porém, a fotografia do pequeno Diego a chorar enquanto tocava violino em honra do seu querido professor falecido, continuará a ser uma fonte de inspiração, de esperança e de amor à vida (e à música).

Sem comentários: