sábado, 22 de outubro de 2011

Os artistas no filme de Allen

No brilhante filme de Woody Allen, "Midnight in Paris", surge uma autêntica galeria de figuras históricas que conviveram nos excitantes anos 20 do século XX em Paris. Houve muitos outros escritores, pintores e poetas que viviam na bela capital francesa naquela época (alguns portugueses, como Mário de Sá Carneiro), mas só esta lista de personalidades culturais (que Allen incluiu no seu filme) é suficiente para provar a intensa vida artística e de boémia dos "loucos anos 20":

- Zelda e F. Scott Fitzgerald
- Ernest Hemingway
- Salvador Dalí (na imagem)
- Gertrude Stein
- Cole Poter
- Josephine Baker
- Pablo Picasso
- Man Ray
- Luis Buñuel
- T.S. Eliot
- Henri Matisse
- Henri de Toulouse-Lautrec
- Paul Gauguin
- Edgar Degas
____
Afinal de contas, tal como o protagonista do filme, quem não gostaria de ter vivido em Paris nesses anos e poder ter tido a experiência de contactar com algumas destas figuras geniais da história da arte?

5 comentários:

Maria de Magdala disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria de Magdala disse...

É verdade, que experiência fantástica deveria ser!
Só uma nota: Matisse, Toulouse-Lautrec, Gauguin e Degas não viveram em Paris nos anos 20, mas sim durante a Belle Époque...

O Homem Que Sabia Demasiado disse...

Sim, é verdade. Obrigado pela rectificação.

Vasco disse...

OFF-TOPIC
Victor, tenho saudades quando fazia análises aos seus filmes preferidos, ou quando fazia "extensos" posts sobre o neo-realismo italiano. Fale-nos disso, fale-nos da nouvelle vague(truffaut!) de Buñuel, de John Ford blablbla. Se não fosse este blog não teria visto mais de 700 filmes de cinema autor, mas ultimamente está menos "activo".
Bem, desculpe lá e um grande Obrigado.

O Homem Que Sabia Demasiado disse...

Sim, é verdade, Vasco, os últimos tempos tenho andado menos "activo" no blogue. Os deveres profissionais e familiares têm ocupado grande parte do tempo disponível.

Tentarei voltar a ter o mesmo ritmo (sobretudo aos clássicos) brevemente.

Obrigado.