terça-feira, 20 de agosto de 2013

Cinemateca: morte lenta

É uma notícia triste (para o panorama cultural português) mas que se aguardava: a Cinemateca Portuguesa (Lisboa) está em risco de fechar por falta de verbas. Sim, agora não se trata de cortar em material publicitário ou em salários (que já foram feitos). O que está agora em causa é o encerramento de portas. Ponto.
Segundo esta notícia, a Cinemateca, instituição cultural de utilidade pública reconhecida no campo da divulgação e preservação da História do Cinema, corre o sério risco de fechar portas e actividades se em Setembro não tiver um orçamento que possibilite o seu normal funcionamento.
É lamentável que um país deixe chegar a esta situação-limite uma instituição cultural de inestimável valor e grandeza. Mas os sinais dos últimos dois anos têm vindo a prenunciar o desinvestimento progressivo estatal no sector da cultura. 
A ver vamos se o Estado vai conseguir resolver este grave problema... 

2 comentários:

ajanelaencantada disse...

É mau demais. Parece-me que a solução será procurar-se novas formas de financiamento.

Marcelo C,M disse...

Houve um tempo aqui no RS que por pouco perdemos a nossa cinemateca na casa de cultura, mas conseguimos manter.