terça-feira, 2 de julho de 2013

Hollywood: o lado trágico

Sabemos como o mundo do estrelato artístico (cinema, música ou literatura) é um mundo de fama e proveito mas também de muitas tragédias e sofrimentos. Hollywood, neste aspecto em particular, tem sido um autêntico viveiro de desgraças (mais ou menos anunciadas, mas ou menos surpreendentes). Excessos derivados a drogas, álcool, doenças súbitas ou comportamentos de risco (como a alta velocidade automóvel) proporcionaram mortes precoces. E ceifaram vidas e carreiras auspiciosas. 
James Dean ou Rudolfo Valentino são apenas dois exemplos mais famosos.
Sabia que a Diva do cinema Carol Lombard morreu com apenas 32 anos vítima de desastre de avião? Ou que a actriz Natalie Wood morreu afogada aos 42 anos? E que Veronica Lake, a sensual e esbelta loura do cinema clássico, morreu de hepatite aos 54 anos?
Este vídeo compila alguns desses casos de vida do cinema que acabaram de forma trágica e cedo demais. Mas atenção: a lista está consideravelmente incompleta.

3 comentários:

Marcelo C,M disse...

É sempre trágico quando se vão essas pessoas de enorme talento tão precocemente

Hugo disse...

É um retrato do que ocorre diariamente no mundo, a diferença aqui é que eram pessoas famosas.

Abraço

Anónimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=fwAyLN89jyw&feature=youtu.be