domingo, 28 de agosto de 2011

A rentrée do cinema


No último suplemento Ípsilon do jornal Público foi publicado um destaque à chamada "rentrée" cultural que se avizinha (de Setembro a Dezembro deste ano).
De todas as dezenas de referências enumeradas ao nível de filmes, as que eu mais aguardo ansiosamente são:
- "O Hospício" - John Carpenter
- "Meia-Noite em Paris" - Woody Allen
- "Cave of Forgotten Dreams" - Werner Herzog
- "Sangue do Meu Sangue" - João Canijo
- "Restless" - Gus Van Sant
- "La Piel que Habito" - Pedro Almodóvar
- "Habemus Papam" - Nanni Moretti

4 comentários:

Carlos Natálio disse...

Em relação a The Ward podes tirar o cavalinho da chuva. Apesar de fã do Carpenter, a minha dedicação tem limites... Filme banal.

O Homem Que Sabia Demasiado disse...

Ai é? É pena...

PortoMaravilha disse...

Olá,

Eu aconselho a visão do Planeta dos Macacos: A origem. Ler o livro de Pierre Boulle pode ajudar, tal como ver o primeiro filme com C. Heston pode ajudar.

Concordo com a escolha do último Almadovar. Desde "Mulheres à beira dum ataque de nervos" hube um enorme progresso.

Não sei se está em Portugal ou não. Mas "Cowboys e invasores" está, para mim, como os westerns estão para o cinema e como "O Nome da Rosa" está para a literatura.

Um palimpseste magnifíco!

Nuno

O Narrador Subjectivo disse...

gus van sant!