segunda-feira, 4 de março de 2013

"O Homem de Gelo"


Durante 30 anos, entre 1964 e 1986, Richard Kuklinski, também conhecido como "O Homem de Gelo", assassinou dezenas de pessoas com recurso a armas, estrangulamentos, facas, motosserras e veneno. O número exacto de homicídios, muitos consumados com um sadismo atroz (tortura), nunca foi descoberto pelas autoridades, mas Kuklinski alegou ter morto mais de 200 indivíduos (muitos ao serviço da máfia). Tinha mulher e filhos que nunca desconfiaram das suas actividades criminosas e assassinas. Era um pai extremoso que adorava os filhos. Finalmente, em 1986 foi preso e morreu 20 anos depois, aos 70 anos, numa prisão de alta segurança em New Jersey.
O prazer e a satisfação que ele sentia ao torturar e executar as suas vítimas são inacreditáveis e a designação "Homem de Gelo" deve-se ao facto de Kuklinski ter congelado muitos corpos para que a polícia não pudesse determinar a data da morte.
O documentário "The Iceman Tapes" revela de forma chocante o percurso horrendo de Kuklinski, com entrevistas nas quais o assassino confesso relata, com notável frieza emocional e completamente imperturbável, a forma como matava as vítimas, a sua relação com a família, o seu ódio de morte ao pai ("o meu maior arrependimento foi não o ter morto") e com a sociedade em geral. O ar gélido, cínico e visceral como Kuklinski conta a sua versão dos factor é aterrador. Aliás, a sua própria fisionomia e atitudes são, já por si, aterradoras. Ele próprio o confirma, no documentário, com uma voz grave e perturbadora: "I was - and I am! - a nasty son of a gun". Ponto.
Existe também um filme baseado nos factos verídicos deste assassino metódico, intitulado "The Iceman" (estreou no Festival de Veneza de 2012), realizado pelo israelita Ariel Vromen com o fabuloso actor Michael Shannon no papel de um jovem Richard "The Iceman" Kuklinski (e ainda com Winona Ryder, James Franco e Ray Liotta). A ver, logo que possível.

Entretanto, há três anos surgia a notícia de que Mickey Rourke iria itnerpretar Richard Kuklinski a partir do livro "O Homem de Gelo: Confissões de um Matador da Máfia” de Philip Carlo. Porém, até agora, não passou de um projecto que ficou na gaveta...

1 comentário:

Marcelo C,M disse...

Mickey Rourke seria o ator ideal para esse tipo de papel.