domingo, 4 de março de 2012

Salaviza sobre Malick


Na noite dos Óscares participei num chat online da revista Visão no qual os cinéfilos eram convidados a darem a sua opinião sobre os filmes concorrentes à estatueta dourada. Nesse chat participou, durante um período de tempo específico, o jovem realizador português João Salaviza, recentemente galardoado com um prémio no festival de cinema de Berlim. Salaviza, num tom sempre cordial e simpático, lá foi manifestando as suas opiniões sobre os problemas do cinema português e sobre os filmes nomeados aos Óscares.
A páginas tantas, questionado por alguém acerca da sua opinião sobre o filme "The Tree of Life" de Terrence Malick, o realizador respondeu: "Detestei o filme. 'The Tree of Life' está para o cinema como os livros de Paulo Coelho estão para a literatura". Esta opinião algo radical provocou algumas reacções de espanto e gerou uma troca de argumentos de parte a parte.
Na verdade, se dúvidas houvesse, aqui está mais uma prova de como o filme de Terrence Malick dividiu (e continua a dividir) fortemente as opiniões, gerando defensores incondicionais e detractores acérrimos (seja em cinéfilos, seja em realizadores). Agora não sei é se a comparação com os livros de Paulo Coelho não será, deveras, algo despropositada...

10 comentários:

joao amorim disse...

pois eu estou do lado dos que ficaram maravilhados com o filme. realmente a comparação é um tanto bizarra. enfim...

sem-se-ver disse...

não, não é. concordo em absoluto com ele.

http://sem-se-ver.blogspot.com/search/label/terrence%20malick

Daniel Curval disse...

O Salaviza tem toda a razão. É um jovem cineasta a seguir, espero com curiosidade a sua primeira longa.
Sobre o filme do Malick, está aqui o achei do filme: http://numfilmedegodard.blogspot.com/2011/10/arvore-da-vida.html

O Narrador Subjectivo disse...

Ouch. Não gosto do Paulo Coelho. Adoro o Terrence Malick...

Vasco disse...

"O narrador subjectivo" faço tuas as minhas palavras. Salaviza, que puto mais estúpido.

O Homem Que Sabia Demasiado disse...

Bom, os comentários sobre este post só provam a grande clivagem entre as opiniões sobre o que Salaviza disse.

Rui Gonçalves disse...

O filme do Malick é mauzinho (na minha opinião, o pior dele). Custa-me dizer isto porque gosto bastante da sua obra, mas o seu último trabalho parece-me new age de pacotilha e não me choca a comparação com a obra de Paulo Coelho. Duvido até que o filme fosse tão amado por alguns se não fosse de quem é...

Vasco disse...

Filmes para pensar? naaa, epifanias tenho quando vejo "o casamento do meu melhor amigo"
É uma vergonha que tanto "árvore da vida" como "meia-noite em paris" tenham tido tão pouco impacto naquela gala.
Para mim são obras primas.

Anónimo disse...

Melhor elogio que o Paulo Coelho podia ter recebido não há.

Anónimo disse...

dinossauros, a via láctea e...o Brad Pitt...uma cagada em três actos...Viva ao Salaviza!