quarta-feira, 29 de abril de 2009

O que disseram antes de morrer


No mítico filme "Citizen Kane" ("O Mundo a Seus Pés", 1941) de Orson Welles, estes lábios de Charles Foster Kane (interpretado pelo próprio Welles), diziam a última palavra antes de morrer: "Rosebud". Palavra enigmática que abre a primeira obra de Orson Welles e que seria a chave para toda a história do filme. Esta última palavra de Charles Foster antes de morrer fez-me lembrar outras frases famosas de personalidades que, momentos antes da morte, proferiram determinadas frases ou palavras que ficaram para a posteridade. Eis alguns exemplos:

"Aplaudam, amigos, a comédia acabou"
Ludwig van Beethoven

"Eu nunca deveria ter trocado de Scotch para Martini"
Humphrey Bogart

"Estou chateado com tudo isso"
Winston Churchill

"Raios! Nem se atreva a rezar a Deus por mim"
Joan Crawford (para a empregada)

"Levem estas freiras idiotas para longe de mim."
Norman Douglas

"Eu vejo uma luz negra!"
Victor Hugo

"Quando a música acabar, apaguem as luzes"
Adolf Hitler

"Bebam a mim!"
Pablo Picasso

"Morrer é facíl, comédia é difícil"
George Bernard Shaw

"Harmonia"
Arnold Schoenberg

4 comentários:

Gema disse...

"Rosebud" é sem dúvida a mais famosa das frases proferidas num filme.
"Citizen Kane" é um excelente filme.
Bjs

ritha, a fine young girl who keeps spinning around disse...

Gostei bastante deste artigo. Acabaram como começaram, em grande.

Rui Resende disse...

num prefácio de um livro escrito pelo Raoul Ruiz, ele comparava a frase final atribuida a Goethe: "mais luz", e contrastava-a com a frase que ouviu o Orson Welles gritar num plateau a única vez que o viu, que era "menos luz, menos luz". Acho curioso reflectir sobre elas.

só uma observação, num sítio precisamente dedicado a coleccionar últimas frases de pessoas ilustres, a frase "morrer é fácil, comédia é difícil" está atribuída a um Edmund Gwenn, um actor que trabalhou com o Shaw antes de se tornar actor de cinema. Não a atribui ao Shaw directamente. Não sei até que ponto será credível. o sítio é:

http://www.geocities.com/Athens/Acropolis/6537/real-g.htm

abraço

Victor Afonso disse...

Rui: obrigado pelo esclarecimento.

Volta sempre!

Abraço