domingo, 27 de junho de 2010

Comprar filmes na Fnac


Não sei se o problema está em mim ou se é culpa, enfim, do mercado. Mas a verdade é que as minhas últimas incursões pela Fnac - sobretudo para comprar filmes - se saldaram por uma experiência frustrante.
Se há uns anos sentia um frenesim ao passar pelas secções de DVDs de autor (sempre com vontade de comprar muita coisa), agora essa excitação desvanece-se cada vez mais. Encontro quase sempre as mesmas edições, sempre caras (filmes que já estrearam há muitos anos continuam a custar 19€!), e poucas novidades verdadeiramente imperdíveis. Os packs de filmes interessantes são vendidos a um preço caríssimo - qualquer pack com 3 ou 4 DVDs ascendem a 40 ou 50€. Já para não falar no mercado de blu-ray - a colecção da trilogia "O Padrinho" custa 75€ e a série "Star Wars", 99€. A secção de DVDs a preço reduzido (em média 9€) não surpreende nem entusiasma. Repetem-se os títulos mais comerciais. Quem os compra quando estão disponíveis na net à distância de um clique?
A propósito deste assunto, no jornal espanhol El País, um especialista do mercado cultural, preconiza o desaparecimento do DVD, daqui a uns anos, a favor dos downloads (legais e ilegais) dos filmes.

13 comentários:

Flávio Gonçalves disse...

pack Stalker + O Espelho + Solaris = 55 €
Enfim...

Alexander Sweden disse...

É devido à ganância de certos lobby's que cada vez tenho menos problemas em realizar downloads ilegais. Estão a colher aquilo que semearam durante décadas e apesar dos esforços para que haja um maior controlo os piratas continuam um passo à frente.

João Ruivo disse...

Em Portugal a cultura sai cara, não é novidade nenhuma. Por isso mesmo limito as minhas compras aquelas obras que considero mesmo indispensáveis...
Valham-nos as louváveis colecções do ípsilon.

P.S. - Espero que não desapareçam as versões físicas, não sou adepto de comprar megabytes...

Francisco Costa disse...

@João Ruivo
Já compras MB para escrever esse comentário!
Cumprimentos

Back Room disse...

Só compro dvds daquelas colecções de jornais...

E a FNAC é um escândalo.

Erzsébet disse...

Jpa estão falando sobre o fim dos DVD's e eu ainda me lembro da época das fitas, quando ia para as videotecas e pegava uma fita - quadrada, pesada-, na capa escrito "rebobine antes de devolver". Era bom ficar olhando as capas, lembro da passagem para os dvd's, meu pai mal comprou um e quando fomos para a antiga videoteca já não haviam mais fitas. Foi tudo muito repentino, mudou rápido, o lugar me pareceu vazio. Gostava dos cheios das prateleiras, das caixas grandes, das pessoas sentadas no chão lendo as rezenhas... Tempo passa rápido demais.

César Prata disse...

O problema é... da FNAC. Entrou no mercado com uma determinada política de oferta, secou tudo o que havia À sua volta e agora tem uma oferta muito mais limitada e "comercial". Com a música passa-se a mesma coisa. E depois... há FNACs e FNACs. A de Viseu, por exemplo, é uma miséria!

Roberto F. A. Simões disse...

A Fnac e a Mediamarkt são os meus locais de eleição. Mas para muitas coisas prefiro a Fnac, nomeadamente para as fileiras de autor.

COntudo, estou em perfeito acordo contigo. Preços muito altos em função dos produtos em questão e a ausência demorada de alguns títulos que devem formar fila nos armazéns das distribuidoras.

P.S. - Já vi o ANTICRISTO, que sei que apreciaste imenso e estou perfeitamente de acordo. Obra-prima absoluta.

Cumps.
Roberto Simões
» CINEROAD - A Estrada do Cinema «

Coldsector disse...

É verdade que os preços na FNAC e ,maioritariamente, em todo o Portugal são demasiado elevados e isso pode realmente ser uma tentação para arranjar os mesmo na internet, mas para quem realmente gosta de cinema e aprecia o facto de ter o DVD físico na sua colecção o mercado britânico é de longe a melhor opção.

Já a muito tempo que deixei de me preocupar com as legendas em Português e que compro quase sempre os meus bleuray's e dvds na amazon, por exemplo a caixa do Eric Rohmer com 8 filmes custa 13 libras (aprox. 15€) ou a caixa dos Blueray's do "Band of Brothers" custa 18 libras(aprox. 21€), pessoalmente acho que mesmo que existam os filmes na internet e muitas vezes essa é a maneira mais fácil e prática de os ver, vale a pena continuar a investir em boas edições de dvd's ou blueray's mesmo sendo elas estrangeiras.

O Homem Que Sabia Demasiado disse...

César: foi precisamente na Fnac de Viseu que estive.

Roberto: ainda bem que gostaste de Anticristo.

Coldsector: claro que continuo a dar importância aos DVDs e blu-rays. São sempre a melhor opção para ver cinema em casa. Mas o problema é mesmo a política de preços praticado pela Fnac. Falaste em Eric Rohmer, por acaso reparei que os packs do realizador francês custam na Fnac 40€. Havendo possibilidade, é sempre preferível comprar na internet, nem que seja no e-bay - para não falar nas lojas especializadas: Amazon, DVDGO, Criterion entre muitas outras.

João Ruivo disse...

@Francisco Costa: Não sei se percebi bem o teu comentário nem se tu percebeste bem o meu. ^^

Quando disse que não gosto de comprar MB não me refiro a comprar um serviço com determinada quantidade de tráfego. Refiria-me sim a comprar filmes, música ou até livros em versão digital... talvez seja antiquado mas é coisa que não me entra bem na cabeça.

ritha, a fine young girl who keeps spinning around disse...

Tenho que admitir que ainda me entusiasmo quando estou na Fnac. Sinto-me como a Holly Golightly, a Fnac é a minha Tiffany's. Contudo, tal como a Tiffany's, este prazer sai caro e por isso, muitas vezes, não passo de me deliciar por uma visita em que fico a desejar ter dinheiro para comprar tudo o que quero. (Ou então não almoço e lá vai o meu dinheiro para mais um DVD).

É verdade, a Fnac tem vindo a abusar cada vez mais, mas mesmo assim às vezes encontra-se algumas oportunidades que valem a pena. Comprei recentement o pack das aventuras de Antoine Doinel de Truffaut com 4 filmes e saiu-me 35€ (cada filme por cerca de 8 euros e tal).
Mas algo devia ser feito pois isto é abusar dos clientes, e acima de tudo dos cinéfilos com problemas de auto-controlo! Ainda pior que tudo é a publicidade enganosa. Dizem nos anúncios que têm 10% de desconto em determinados dvd's e na volta o desconto é nos pontos do cartão fnac e não no artigo em si mesmo. Pois bem, sigam-se as visitas às worten's e aos pingos doces ou então começo a morrer à fome!

... disse...

O meu truque é procurar na FNAC, ver o preço e ir comprar à Worten. Principalmente os pacotes de séries ou os packs com múltiplos filmes.