sábado, 5 de junho de 2010

Karajan e Bernstein


Na área da música erudita e da condução orquestral, o século XX viu a disputa de dois colossos (em prestígio e popularidade): Herbert von Karajan e Leonard Bernstein. O primeiro foi um dos maiores maestros da segunda metade do século XX, impondo uma personalidade artística e um carisma pessoal indesmentíveis. O seu grande rival, ou pelo menos, a sua figura que lhe poderia fazer sombra em termos de projecção artística, era o não menos grandioso Leonard Bernstein. Karajan e Bernstein foram, certamente, os maestros mais populares e mediáticos e contribuiram grandemente para a divulgação da música clássica.
Há uns anos contaram-me uma história com estes dois protagonistas. Não sei se é verídica ou se tem contornos de lenda, seja como for, não deixa de ser uma história saborosa. Conta-se que um dia Karajan e Bernstein se encontraram e, no meio de trivialidades de circunstância, travaram este diálogo:
- Karajan: Sabe meu caro Bernstein, toda a gente se pergunta quem é o melhor maestro do mundo.
- Bernstein: Pois acredito que sim.
- Karajan: E eu já sei quem é.
- Bernstein: Não me diga! Como pode saber uma coisa dessas?
- Karajan: É que hoje, durante as minhas orações, falei com Deus e perguntei-lhe directamente quem era o melhor maestro do mundo e ele disse-me que era eu!
- Bernstein: Ai sim? Não me lembro de lhe ter dito nada disso!

4 comentários:

Beep Beep disse...

Essa história foi contada com vários outros protagonistas.

cão sem raiva disse...

Confirmo o comentário de Beep Beep.
:)

O Homem Que Sabia Demasiado disse...

Já imaginava que esta história tivesse versões com outros protagonistas. Mas quais?

Beep Beep disse...

Pavarotti e Carreras, p ex