segunda-feira, 3 de maio de 2010

Cultura vinda do Brasil



Eu nunca fui ao Brasil mas amigos meus que já foram dizem-me quão grandioso e diversificado é aquele país. E por ser um país com uma população tão grande, a oferta cultural é proporcional à sua dimensão.
Por exemplo, não há comparação possível entre o mercado editorial brasileiro e o português. E basta uma breve navegação pelos sites brasileiros que vendem produtos culturais para perceber que diversidade, qualidade e quantidade é com o país da Bossa Nova. Repare-se apenas neste site mais vocacionado para o cinema: 2001video.com
Aqui encontramos imensas edições em DVD de filmes raros que não se encontram em Portugal. Com os livros dedicados ao cinema é a mesma coisa. Dezenas de títulos curiosíssimos e interessantes, desde história do cinema, estética, biografias, e assuntos menos comuns como a relação entre escola e cinema; a diversidade cultural no cinema, ou a psicanálise e o cinema (ver os títulos das imagens). E a maior parte não são traduções de livros estrangeiros, mas sim de escritores e ensaístas do Brasil, o que faz uma grande diferença (a da afirmação de uma cultura mais forte e dinâmica).

7 comentários:

Flávio Gonçalves disse...

Não é por acaso que Portugal devia aprender alguma com o Brasil...

Paulo Assim disse...

Isso é verdade, muitos livros importantes de autores famosos chegaram primeiro a Portugal traduzidos pelas mãos de brasileiros, não obstante o quão duro é para um português ler uma obra com brasileirismos e palavras estranhas do princípio ao fim.
Por outro lado, quantidade não é sinónimo de qualidade, e então do Brasil vem tanta treta que até mete dó. Quando misturam religião e futebol e mais não sei quantos, é de arrancar os cabelos... Um verdadeiro carnaval cultural...

Papagaio Mudo disse...

Além mar. Al[e do Algarve. Além do alcance...

abç

Gustavo

Papagaio Mudo disse...

2º Além*

Ana disse...

Muita coisa, muita coisa boa, mas também realmente tem muita coisa de péssimo gosto. Basta ser seletivo e ler, ver e ouvir aquilo que vale a pena; que, se você procurar, acha sem nenhuma dificuldade. E isso não vale só pra o Brasil, é só querer. Tem muita gente fazendo trabalhos magníficos aí pelo mundo, só que eles não caem na nossa frente de paraquedas...

PortoMaravilha disse...

Efectivamente , o Brasil tem uma grande diversidade de excelentes artistas e criadores em todas as áreas. Há o cinema novo e muito mais, o Joyce de língua Portuguesa é Brasileiro ( Guimarães Rosa ) , etc., sem esquecer o campo científico.

Existe todavia uma curiosidade : A Banda Desenhada não penetra ou muito pouco no mercado Brasileiro. E isso sem dúvida por causa do vizinho ianqui que defende os comics. A Bd brasileira é mais história aos quadradinhos ( mônica , etc. ) . Lembrar-me-ei sempre dum bom amigo Brasileiro que ficou maravilhado quando descobriu tintin. E que quase se zangou comigo por lhe não ter dado a conhecer mais cedo a Bd ( mas para mim era tão evidente que nem pensei ).

Nuno

PortoMaravilha disse...

Não sei se é indelicado ? Mas é por bem e não por mal.

Suponho que quem escreve quão difícil é ler uma obra do princípio ao fim com palavras estranhas , é porque nunca leu Aquilino Ribeiro ( sem citar mais alguns ) , autor bem Português.

Não esquecer que muitos Brasileirismos ( hoje assim denominados ) não são mais que regionalismos portugueses.

Nuno