segunda-feira, 16 de Abril de 2012

"Manhattan" de madrugada


Ao fazer ontem zapping pelos canais por cabo, reparei que o canal Hollywood programou a obra-prima (ou uma das obras-primas) de Woody Allen: "Manhattan" (1979). A exibição do filme era nobre mas o horário é que estragou toda a dignidade do feito: 3h30 da madrugada, para terminar perto das 5h00. Qual a intenção de um canal especializado em cinema programar um filme de qualidade para o meio da madrugada?
Quem trabalha no dia seguinte, como é que o podia (ou conseguia) ver esta película? Mais a mais, imediatamente antes de "Manhattan" ser exibido, passou um filme abjecto chamado "Cyborg". De facto, pergunto-me como é possível haver este tipo de critérios num canal que, supostamente, deveria ter como prioridade a exibição de filmes de qualidade em horários condignos.

7 comentários:

Hugo disse...

Os canais a cabo aqui no Brasil também programam filmes da mesma forma. Apesar de terem canais especializados, estas aberrações de programação são comuns.

Abraço

Luis disse...

Também já tinha reparado. Já vi exibições tardias nesse canal do Full Metal Jacket, Apocalypse Now Redux e O Padrinho!!

pedro disse...

por norma o canal hollywood repete os filmes várias vezes & sempre em horários diferentes.

joao amorim disse...

há sempre a hipótese de gravar o programa. nesse caso a hora é indiferente.

Rato disse...

Realmente os dois últimos comentários são pertinentes e dizem muito sobre as mudanças verificadas nas transmissões televisivas nos últimos anos. Já lá vai o tempo (hoje considerado pré-histórico), em que eu me sentava à frente do televisor, de comando na mão, para gravar em VHS os filmes que me interessavam (e tinha de estar sempre atento, para o filme não ficar com os irritantes intervalos pelo meio).
Hoje com a televisão por cabo tudo mudou. De vez em quando faço uns zappings pelas programações dos canais de cinema (com alguns dias de antecedência) e tudo quanto tenho de fazer é carregar no botãozinho vermelho. Assim, tenho sempre meia dúzia (no mínimo) de filmes à espera de uma oportunidade para serem vistos.

O Rato Cinéfilo

Anónimo disse...

Tudo isso faria sentido se o canal se regesse pelo elogio ao cinema. MAS NÃO: o que impera são as audiências, os critérios de escolha assentam na idade dos filmes (que deveriam ser imteporais), nas estreia e nos blockbusters... RESULTADO: ciclo vicioso onde o bom cinema não chega às massas e, por isso, não as educa

Anónimo disse...

Felizmente hoje em dia existem as boxes da zon/meo/etc que permitem gravar, problema resolvido