segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Uma realizadora de armas

Gostei de ver "Estado de Guerra" ("The Hurt Locker") de Kathryn Bigelow arrecadar 6 prémios nos British Academy of Film and Television Arts (BAFTA). Mais: gostei de ver Kathryn Bigelow levar a palma relativamente ao seu ex-marido, James Cameron e o filme "Avatar". O filme de Bigelow é um portentoso manifesto antibelicista e um exercício de cinema ao mais alto nível (montagem, fotografia, realização). Um mulher que filma de forma tão intensa e nervosa um cenário de conflito, no meio do deserto e rodeada de homens, tem de ser uma realizadora talentosa.
O filme de Kathryn Bigelow tem semelhanças estéticas com outro magnífico olhar sobre a guerra do Iraque - "Redacted" (2007) de Brian De Palma - mas "Estado de Guerra" leva mais longe a reflexão sobre os dramas (sem sentido) de um conflito que tende a eternizar-se.

1 comentário:

lucyleite disse...

Esse é um dos melhores filmes que já vi! Também me surpreendi com a premiação da diretora... mas o Oscar ela não vai levar.