terça-feira, 28 de setembro de 2010

Perguntas indiscretas - 38


O YouTube revolucionou o acesso à informação audiovisual. À distância de um clique acedemos aos filmes que nem os cineclubes exibem, ou aos discos mais obscuros da história. Por mais desconhecido e minoritário que seja um filme, um disco ou um vídeo, há-de estar, de certeza, no YouTube. Ou será que não?
Afinal, alguma vez o YouTube vos desiludiu no resultado das pesquisas?

4 comentários:

sem-se-ver disse...

várias vezes: porque não encontro a cena ou a sequência que desejo de um filme, por exemplo. ou porque não encontro a música ou o tema musical x ou y pelo intérprete que desejo, outro exemplo.

e poderia multiplicar :-)

mas que é uma ferramenta útil, é.

Micael Sousa disse...

Por acaso até já. Já tentei procurar vários documentários e não encontrei. Essa grande base de dados audiovisual funciona muitas vezes melhor para coisas mais parvas, mas justiça seja feita, também já lá vi coisas que pensava estarem perdidas para sempre - verdadeiras preciosidades.

F disse...

sim. Já procurei algumas coisas e não as consegui encontrar.
Há anos que ando à procura de uma determinada cena do filme La Lune dans le Caniveau, em que a Victória Abril anda de baloiço e não há meio de a colocarem lá. É um exemplo.

ritha, a fine young girl who keeps spinning around disse...

Ui, tantas vezes! O youtube, de facto, não tem tudo!