sexta-feira, 15 de abril de 2011

A lista

Consultei a lista dos 250 melhores filmes do Imdb.com, elaborada pelos cinéfilos. E não compreendo como é que o filme "Os Condenados de Shawshank" continua em primeiro lugar da lista. É um bom filme, por certo, mas daí a suplantar de caras a genial saga de Coppola e ficar em primeiríssimo lugar, é algo que já não compreendo. Assim como não compreendo a inclusão de "Origem" em 8º e "O Cavaleiro das Trevas" em 10º.
Pelo contrário, regozijo-me por constatar que o filme "12 Homens em Fúria" de Lumet se encontra entre os dez primeiros. Mas listas são listas, subjectivas como quaisquer outras.
RankRatingTitleVotes
1.9.2Os Condenados de Shawshank (1994)582,702
2.9.2O Padrinho (1972)452,038
3.9.0O Padrinho: Parte II (1974)275,384
4.8.9O Bom, o Mau e o Vilão (1966)183,850
5.8.9Pulp Fiction (1994)463,761
6.8.9A Lista de Schindler (1993)308,310
7.8.9Doze Homens em Fúria (1957)138,336
8.8.8A Origem (2010)334,743
9.8.8Voando Sobre Um Ninho de Cucos (1975)241,183
10.8.8O Cavaleiro das Trevas (2008)520,438

13 comentários:

Anónimo disse...

Johnny Guitar,

Eu fico sem saber é se esta lista é elaborada por um numero de criticos reconhecidos como tal ou pelo rating de simples utilizadores do site....

Cumprimentos

O Homem Que Sabia Demasiado disse...

Esta lista é feita com base nas votações do público.

Álvaro Martins disse...

Exactamente, por isso a sua credibilidade é...zero. Engraçado, são todos americanos eheh

Anónimo disse...

O Bom, o Mau e o Vilão é um filme italiano, sr. Alvarinho...

Álvaro Martins disse...

Que proeza!! um filme não americano yupi, mas mesmo assim tens razão sr. anónimozinho, não me lembrei que esse era italiano.

Alexander Sweden disse...

Nenhum filme do Kubrick? Ridículo.

Edson disse...

eu odeio as massas

Duarte Alves disse...

Acho que o Condenados de Shawshank figura muito bem no 1º lugar. Tudo é subjectivo. Quanto ao origem e o cavaleiro das trevas tb n percebo cm têm tão boa nota.

El Hombre Indignado disse...

Ridiculo! Tava eu a coçar o esquerdo e quando me deparei com esta lista até arranhei a micose. Que atentado ao bom gosto cinéfilo, que vergonha...

Anónimo disse...

Caro Vítor, admiro-lhe a cinéfilia que expõe neste blog mas o que não compreendo mesmo é a razão pela qual o senhor, dado que conhece os critérios das listas do imdb, não compreenda que apareçam lá os filmes que referiu e se dê ao trabalho de escrever um post sobre tal! Afinal estava à espera de quê? Que uma lista feita por milhares de diferentes tipos de utilizadores reflectisse as escolhas da crítica especializada?!

Manuel Bogalheiro.

O Homem Que Sabia Demasiado disse...

Obrigado Manuel Bogalheiro pelo comentário.

Claro que não estou à espera que o público tenha gostos coincidentes com os da crítica especializada. Mas a verdade é que o Imdb.com é utilizado e consultado por milhares de profissionais do ramo do cinema, pelo que esses votos dessa lista não são apenas de meros espectadores anónimos.

Rafael Fernandes disse...

Bem, já foi quase tudo dito. Quando toda a gente pode votar é isto que dá, é perfeitamente normal. Ainda assim se analisarmos o top 250, concluímos que nem está assim tão mau, e devemos ficar contente por o Twilight não estar lá. Quanto ao último comentário, o site é muito usado por gente ligada ao cinema. Verdade, (apesar de ir lá ainda mais gente não ligada). Mas, se formos por aí, os Óscars também são atribuídos por quem percebe de cinema, e não faltam filmes injustiçados, que nada vencem, e filmes sobrevalorizados a ganhar óscars. (Como aconteceu este ano).

Fifeco (Filipe Ferraz Coutinho) disse...

Bem, a questão com o IMDb, dada a natureza da sua lista, é que não reúne os melhores de sempre, mas aqueles que reúnem mais consenso. E neste caso, é difícil encontrar uma pessoa que não goste do Shawshank, não significando isso que é o filme favorito dessa pessoa, mas basta ter um apreço por ele para votar positivamente. O mesmo com o Pulp Fiction e afins. É tudo uma questão de democracia quase. Elegemos o "menos mau" porque é aquele que gera mais consenso, não necessariamente o melhor.