segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Joy Division vs Amália Hoje


O projecto "Amália Hoje", que pretende recriar algum do reportório da grande Amália Rodrigues, poderá ter os seus méritos, mas estes não passam, quanto a mim, pelos videoclips. O mais recente, "Foi Deus", clássico da diva do fado, plagia (é esse o termo) a estética do videoclip "Atmosphere" (tema dos Joy Division, na imagem) realizado por Anton Corbijn. Segundo Nuno Gonçalves, músico do projecto, "Foi Deus" foi inspirado no videoclip "Atmosphere", sendo uma alusão óbvia e propositada ao mesmo. Que fosse inspirado ou que constituísse uma alusão, ainda se compreendia. Agora que seja praticamente plagiado, quase imagem a imagem, em termos estéticos, plásticos e de conteúdo, é que já acho um despropósito abusivo e um total descaramento que deveria resultar no pagamento de direitos de autor (se é que não resultou mesmo) a Anton Corbijn.
Não houve mesmo inspiração criativa para conceber um videoclip totalmente original ou o objectivo deliberado foi o de ligar-se o mais possível aos Joy Division para dar uma pretensa legitimidade artística ao resultado final?
O videoclip dos "Amália Hoje" pode ser visto aqui e o dos Joy Division aqui.

5 comentários:

kameramaninblack disse...

inspiração criativa é algo que parece não existir neste projecto... fico com a sensação que todo este projecto só existe para pagar contas.

Nekas disse...

É extramemente triste ver como a imagem de Portugal face à música, Cinema. enfim a todas as artes possua uma imagem estereotipada mas o pior é que essa imagem estereotipada refere-se à falta de orgininalidade(e eventualmente ao plágio) que se revela em (quase)todos os projectos portugueses...

Abraço
P.S.-Joy Division será uma banda que permanecerá intemporal...
love will tear us apart...

http://nekascw.blogspot.com/

Paulo Assim disse...

Realmente o videoclip, a começar pelo «automóvel» e a acabar com aquele fogo de artifício, é uma autêntica nulidade. E plagiando descaradamente os Division... é o fim da macacada!...

FQ disse...

Abominável. Projecto, música e clip.

Luis Baptista disse...

DEpois de visionar, comentar e claro não achei piada, nem ao projecto nem ao video, o melhor é mesmo passar à frente.