segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

A trilogia de Payne

Não sei se foi a intenção do realizador Alexander Payne, mas parece-me evidente o conceito de trilogia por detrás dos seus últimos três filmes: "About Schmidt" (2002), "Sideways" (2004) e "Os Descendentes" (2011).
E o que outorga a ideia de trilogia é a uniformidade moral e estética que definem os três filmes. Em todos eles o protagonista é um homem à deriva na vida, sem objectivos tangíveis de levar uma existência sem remorsos, falhanços ou desilusões.
Jack Nicholson, Paul Giamatti e George Clooney encarnam três personagens, cada um à sua maneira e com as suas características, que vagueiam pelas incertezas da vida, em busca de um sentido para os seus actos, em busca de estabilidade emocional e afectiva (consigo próprio ou com os seus amigos e familiares).
Alexander Payne é um atento observador da classe média americana e do seu estilo de vida, e nestes três filmes explorou um certo vazio existencial desse mesmo estilo de vida, não sem um pingo de acutilante crítica à mistura com um sentimento trágico-cómico das histórias.

4 comentários:

Anónimo disse...

Ja vi o about schmidt e o sideways, por norma nao gosto de comedias dramaticas mas gostei destes filmes.
Agora abriu me o apetite para ver Os Descendentes.

abraço
johnny guitar

Anónimo disse...

johnny guitar (novamente)

eu sei que isto é um blogue de cinema, mas nunca li noticias do Victor a criticar o governo, a nao ser pelos apoios dados À cultura, mas gostaria de descobrir esse seu lado ;)

O Homem Que Sabia Demasiado disse...

Prefiro manter-me algo afastado das hipocrisias, mentiras e injustiças com base na política. Sempre que acho útil, faço referências e críticas a questões de política cultural, como o recente ACTA que o governo português assinou. Mas prefiro deixar "limpo" este espaço de polémicas e controvérsias da vida pública portuguesa (faço essas referências na minha página do facebook, e não aqui).
Abraço.

Anónimo disse...

JOHNNY g.

Bem visto Victor
Abraço