domingo, 23 de janeiro de 2011

O poder do cinema

Este sábado assisti ao verdadeiro poder do cinema: uma sessão no Pequeno Auditório do Teatro Municipal da Guarda onde se exibia o filme "O Circo" (1928) de Charles Chaplin. A assistência, constituída por perto de 100 pessoas, entre crianças pequenas, adolescentes, jovens e idosos, todas as faixas etárias misturadas a deliciarem-se (gargalhadas do princípio ao fim) perante um filme com 83 anos de idade, mudo e a preto e branco (factores que ainda incomodam muita gente).
Foi a prova de que as verdadeiras obras-primas imortais do cinema (neste caso de Chaplin), independentemente da idade ou das suas inerentes caraterísticas, continuam a fascinar gerações atrás de gerações.
É isto a magia e o poder do cinema.

1 comentário:

Ricardo Martins disse...

O bom cinema não tem idade... por mais anos que tenha em cima.

Abraço e bom post!