domingo, 18 de abril de 2010

O cinema de animação dos irmãos Quay

No cinema existem os irmãos Coen e os irmãos Quay. Os primeiros são sobejamente conhecidos e reconhecidos. Já os segundos, os Quay, irmãos americanos e gémeos verdadeiros, gozam de muito menos popularidade, mas possuem altíssimo reconhecimento artístico dentro da área em que se movimentam. Fazem cinema de animação, misturando múltiplas técnicas de animação (sobretudo bonecos, marionetas, objectos). O seu cinema é visualmente apelativo, com elaborados jogos de luz e de sombras, ambientes surrealistas e densos, preocupação pelos detalhes estéticos, movimentos de câmara invulgares num universo negro e expressionista.
Tim Burton afirma que o imaginário dos Quay exerceu grande influência no seu cinema. E nota-se. Foram os irmãos Quay que conceberam um dos mais notáveis videoclips da história da música pop - "Sledgehammer" de Peter Gabriel. Por outro lado, Terry Gilliam, dos Monty Python, elege os irmãos Quay como os mais criativos realizadores de animação dos últimos 30 anos. Vale bem a pena descobri-los.

4 comentários:

Diogo disse...

Existem os irmãos Dardenne... e ainda mais irmãos... Lumière, Ames, etc.

Os Quay são bons em curtas (o Street of Crocodiles é uma obra de arte de puro génio, facilmente uma dos meus 3 filmes favoritos de animação), são aquela ponte entre o surrealismo absurdo bizarro clássico, ferrugento, existencial e sorumbático do leste europeu (Svankmajer é uma grande influência, aquele estilo híbrido entre stop-motion e live-action) e técnicas mais avançadas da genética «digital» que haveria de definir boa parte do melhor cinema de animação do ocidente mainstream, nas longas perdem um bocado o senso e eles próprios são os primeiros a não ficar satisfeitos com o resultado - embora, para artistas do calibre deles, o pior é o melhor de muita gente...

O Homem Que Sabia Demasiado disse...

Eu sei que existem mais irmãos, só referi os Coen devido à semelhança fonética com Quay.

O Svankmajer é, sem dúvida, uma referência. Adoro tudo o que ele fez. Não conheço as longas dos Quay, só as curtas...

Diogo disse...

Olha, apesar dos pequenos choques, aqui está uma coisa em comum: a admiração por Svankmajer :) Também adoro tudo o que ele faz, é um dos «meus» cineastas.

Anónimo disse...

Hiya verу nіcе wеbsite!

! Man .. Excellеnt .. Wondеrful
.. I will bοokmark youг ѕite and tаke the feedѕ also?

ӏ am ѕatisfied to seeκ out а lоt of uѕeful infοrmation right hеrе
within thе post, we'd like develop more strategies in this regard, thanks for sharing. . . . . .

Here is my blog; skin lightener before and after