sexta-feira, 9 de abril de 2010

Perguntas indiscretas - 27


Hollywood fez muitos filmes sobres conflitos armados nos quais participou (e participa): 2ª Guerra Mundial, Vietname, Coreia e Iraque. Portugal participou numa guerra colonial, entre 1961 e 1974, que matou milhares de soldados e deixou feridas profundas em outros tantos homens. Porque é que o cinema português - à excepção de meia dúzia de importantes filmes que abordaram o tema - nunca se interessou verdadeiramente sobre a Guerra do Ultramar, suas causas e consequências? Não é um tema que tem suficiente capital dramático para explorar? É um assunto que não interessa aos realizadores de várias gerações? Será um estigma histórico, um tabu social e político do qual não vale a pena falar?

4 comentários:

Francisco Maia disse...

Portugal tem poucos cineastas como deve ser. Os que são realmente bons, estão debruçados sobre uma essência perdida de um conceito de cinema europeu pseudo-intelectual.

Os filmes americanos funcionam porque são filmes de valores universais. Qualquer pessoa, independentemente do passado colectivo ou nacionalidade, consegue ver um pouco de si em Martin Sheen ou até mesmo no Col. Kurtz.

Agora, a realidade (e realização!) Portuguesa, apenas iria trazer aquele sebastianismo fechado e autista de "português sofredor e pensador"

Não vejo mesmo quem é que poderia fazer um bom filme sobre o Ultramar...

MrCosmos disse...

Eu vou mais pela última questão,mas em tom de afirmação: "É mais um estigma histórico, um tabu social e politico, do qual há quem tenha interesse em que se não se continue a falar! Portanto, abafar!...

PortoMaravilha disse...

Victor : não é uma pergunta indiscreta é uma pergunta fundamental.

Parece bruxedo : O meu patrão também já comentou ! Lol !

Acho que é fundamental porque toca o seguinte : Porque é que os países europeus colonialistas não realizaram obras de cinema sobre o seu passado colonial ? Quantos filmes têm a França ( potência cinematografica indiscutível ) sobre a guerra da Argélia ? Quantos anos foram precisos para ver a publicação de filmes sobre essa mesma guerra ? E quantos existem ? Aqui estamos muito próximos do zero.

Acho que em Portugal , " Um Adeus Português " é o único filme sobre a guerra de Angola. Esta é citada, mas de modo passageiro , em "Non ou a vã glória " de Oliveira e em "Capitães de Abril " de Medeiros. Se há outros, sorry , não conheço.

Mas ainda mais curioso , quanto ao campo Português , é que na literatura essa aproximação do relato colonial existe . O livro de Antunes "Os cús de Judas " ( e em parte menor "Fado Alexandrino " ) será uma revelação para os países europeus que conheceram colónias e guerras e, também, nos usa . Os ianquis fizeram de imediato uma aproximação com a guerra do Vietnam. E grande sucesso do texto de Antunes.

Em França o livro teve um enorme sucesso. E ainda hoje as edições Metallié o guardam como reliquia , cedendo todos (direitos ) os outros textos de Antunes à editora Bourgois.

Por ricochete ( ou não só ? ) o livro tambem teve enorme sucesso em Portugal .

O que é interessante , quanto a mim : Pode-se escrever sobre a guerra colinial , mas custa mais mostrar um produção cinemaógráfica. Porquê ? Talvez porque a imagem esteja , atualmente na nossa sociedade, mais ao alcance de todos ?

Quem lê ?

Eu penso que não há vontade de exorcizar o passado. Já há alguns que não vou a Portugal. Mas o que leio na imprensa pt , por vezes , dá a pensar que a guerra colonial ainda continua.

Nuno

O Homem Que Sabia Demasiado disse...

É isso Nuno: acho que há pouca vontade de exorcizar feridas do passado...