segunda-feira, 26 de abril de 2010

O número de Maio da BLITZ traz na capa Joy Division, a mais importante banda de sempre do pós-punk. E a minha banda preferida de toda a história do rock. Nem podia ser de outra forma: em Maio celebram-se 30 anos da morte de Ian Curtis. "This is the way, step inside!"

6 comentários:

Back Room disse...

Interessante, já não compro a Blitz há meses. Vou reconsiderar.

O Closer tem muito que se lhe diga, aquele final com a The Eternal e a Decades arrepia-me. E muito filmes e documentários já se fizeram à volta do pós-punk e dos Joy Division.

O Homem Que Sabia Demasiado disse...

Não há assim tanta coisa. Especifica e exclusivamente sobre os JD só conheço dois - "Control" e o documentário "Joy Division", ambos já sobejamente comentados neste blogue.

Back Room disse...

E a referenciar o pós-punk tens o 24 Hour Party People, sobre a cena de Manchester. Ok, na verdade pode até não ser muito, mas estes três são muito conhecidos. Se calhar nem o grunge está tão bem documentado.

F disse...

Closer é um grande album!

mojorising disse...

Oficialmente só existem três registos mainstream dos/sobre/acerca JD

O Filme 24 Yours Party People ( Mais sobre a FactorY)
O Documentário de Grant Gee
O Filme Control de Anton Corbjin

Têm um dos álbuns mais dramaticamente pesados na história da Música popular . O Closer é um bilhete de despedida... tão bem escrito...É impossível não ouvir o disco sem a carga que ele carrega. Penso que isso resume a essÊncia dos JD( Era de Curtis)

Paulo disse...

Porque é que isto me cheira a tradução do artigo da Uncut? Porquê?