segunda-feira, 9 de novembro de 2009

A cultura de celebridades


"Penso que há muitos jovens realizadores que só o querem ser porque querem ser estrelas rock, Isso é parte do problema da cultura de celebridades. Os melhores cineastas estão lá (na indústria) porque têm algo para dizer através do cinema. Há 20 anos não o diria porque os jovens de então tinham o cinema como um meio de expressão, mas agora por causa da cultura de celebridades isso é um problema."
David Cronenberg, em declarações no Estoril Film Festival

4 comentários:

analima disse...

Cronenberg poderá ter razão. Mas essa é uma questão que se põe em todas as formas de arte, não só no cinema. A propósito de Cronenberg ao ouvir há pouco esta entrevista http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Vida/Interior.aspx?content_id=1415694 lembrei-me da questão de que falava(s) há dias relativamente à forma como se vê cinema.Para ele, que disse nunca ir às salas, a ideia nostálgica de cinema está morta. Não deixa de ser interessante conhecer esta perspectiva.

Victor Afonso disse...

Analima: obrigado pela dica. Concordo com a visão de Cronenberg.

jP disse...

este Festival do Estoril trouxe cá figuras que eu não imaginava assim....

destaco talvez Francis Ford Coppola, que conhecia do Padrinho e do Apocalipse Now, e que não fazia a mínima ideia de que se tinha lançado no cinema de autor... o que não deixa de ser curioso...

cumps

Dead Lindsae disse...

Se alguém aposta dinheiro e tempo em uma área totalmente instável como a arte, com certeza, que mais do que se expressar. Mas para viver da sua expressão, vc tem sim que buscar alguma popularidade...ou vai me dizer que você compraria um produto caro de um artista que você não conhece!?!
É triste, mas a dedicação total a um talento tem de ser capitalizado...