segunda-feira, 14 de setembro de 2009

As altas expectativas para The xx


Vou ouvir o álbum "xx" dos The xx (na imagem), segundo o crítico do Público Vítor Belanciano, uma "obra-prima transgeracional de uns miúdos com 20 anos - dois rapazes e duas raparigas". Do pouco que ouvi no myspace da banda, não vislumbrei motivos para qualificar a música destes "miúdos" como obra-prima (também seria precoce fazê-lo, é certo). Eu até desconfio sempre deste tipo de catalogações à pressa, até porque, apesar do respeito que tenho pelo crítico, Vítor Belanciano anuncia uma "obra-prima-next-big-thing" quase todas as semanas nas páginas do Ípsilon...
Aposto que o novíssimo álbum dos Fuck Buttons, "Tarot Sports", é bem mais interessante. O referido disco já roda.

6 comentários:

Francisco Maia disse...

Espero ver-te lá na Galeria Zé Dos Bois então! Dia 1!

::Andre:: disse...

Ou então vens ao Plano B dia 30 deste mês :)

Victor Afonso disse...

Obrigado a ambos.

Infelizmente, nesses dias não terei disponibilidade.

Anónimo disse...

tudo hypes

Victor Afonso disse...

Pois… Eu também desconfio sempre dos hypes criados pela imprensa. Mas às vezes engano-me.

Foi o que aconteceu com os Micachu and the Shapes - http://ohomemquesabiademasiado.blogspot.com/2009/04/este-hype-e-justificado.html

E não me parece que os Fuck Buttons sejam hype. Já são um valor confirmado.

Anónimo disse...

Desconfio que os The XX venham a ser "the next big thing" mas acho o álbum excelente, tal como o dos Micachu and the Shapes. Não considero nenhum dos casos hype. Talvez não consigam é manter a qualidade, inovação, como existem tantos exemplos, dos álbuns de estreia.

Gonçalo Costa