sábado, 13 de junho de 2009

O camaleão cantor-cabeleireiro


25 anos da morte de António Variações

3 comentários:

Francisco Maia disse...

Não sou muito dado a patriotismos mas há algo neste homem que me dá orgulho em falar português...

Anny disse...

É intemporal. Adoro.

Loneliness Diamond disse...

RIP António.

Este Senhor, sabia o que dizia e fazia-o de uma forma sublime e engenhosa.
Grandes temas, riquíssimos em conteúdo...


Cumprimentos.