quinta-feira, 22 de novembro de 2007

Poesia visual em 56 segundos

Há quem diga que esta é a melhor sequência alguma vez filmada em cinema (plano-sequência, para ser exacto). Faz parte do filme "O Espelho" de Tarkovski. E não é que eu estou tentado a concordar? A Câmara desliza por entre a habitação, sorrateiramente, captando os mais subtis movimentos até se centrar no plano fixo do incêndio. Se não há poesia nestes 56 segundos, não sei onde há.